Blog

O ensino a distância em tempos de pandemia

ead na pandemia

A EAD ganhou novos olhares durante a quarentena e ganhou destaque.

A pandemia do COVID-19 acarretou uma série de mudanças na sociedade, inclusive na educação. Mais de 100 países fecharam os ambientes de ensino para tentar conter a propagação do coronavírus. Diante disso, o Ministério da Educação (MEC) autorizou o funcionamento dos cursos presenciais na educação a distância até que a situação seja normalizada no país.

As aulas online passaram então a fazer parte da rotina de milhares de estudantes a fim de minimizar o impacto negativo sobre a educação. O EAD, que já experimentava um crescimento constante no país, agora tem sido uma prática comum na educação.

Antes da pandemia os alunos já vinham aderindo cada vez mais a essa modalidade. Os dados do censo 2018/2019 feito pela Associação Brasileira de Ensino a Distância (ABED) mostram que neste período o Brasil tinha cerca de 1,8 milhões de alunos matriculados na EAD. E, como sabemos, com o COVID-19 a utilização dessa modalidade teve um aumento e ganhou destaque. Esse crescimento se dá por conta que o ensino a distância se mostrou muito importante e significativo durante a quarentena. Ele trouxe para todos uma nova realidade e se tornou uma opção real para que os alunos pudessem dar continuidade ao ano letivo, ou então iniciar cursos durante o período.

A utilização em massa deste sistema, fez com que alunos, escolas, universidades e outras instituições pudessem ver com outros olhos. Uma vez que foi entendido que o mesmo conta com diversos benefícios, um tabu em torno da prática do EAD foi quebrado.

A educação depois da quarentena

Com a implementação em grande escala do EAD durante a pandemia, cada vez mais instituições estão cogitando adotar o método, isso devido o número de interessados ter aumentado. Desse modo, o avanço do sistema e tecnologias voltadas ao ensino remoto deve ser maior nos próximos anos.

Quando a rotina de aulas presenciais voltarem, alguns elementos do EAD tendem a permanecer. É normal que os professores que voltarem a ministrar aulas nas instituições adotem ferramentas de interatividade, como podcast, vídeos, atividades online, entre outros.

Os benefícios do EAD

Uma das grandes vantagens do EaD é a disponibilidade e variedade de recursos. Enquanto na sala de aula tradicional o professor normalmente limita-se ao quadro ou a apresentação, no online as possibilidades são inúmeras, tanto em relação à mídias quanto ao nível de interação.

Outros fatores positivos que podem ser ressaltados neste sistema de ensino são a flexibilidade e o ritmo – é possível rever o conteúdo gravado – além de permitir que docente e estudante estejam na aula em momentos diferentes. A possibilidade de evitar o deslocamento físico até a instituição e valores de mensalidades mais acessíveis do que cursos presenciais também fazem parte da lista de benefícios.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Artigos Relacionados